As Riquezas dos Gentios e os Pés dos Apóstolos

Existem várias passagens nos profetas que falam sobre um dia no qual as “riquezas dos gentios virão” – (Isaías 60.5; 60.9; 60.11;  60.16;  Zc 14.14;  Ap 21.6).

Haverá um cumprimento pleno ou mesmo um cumprimento parcial desses versículos em nosso tempo? São para a Igreja? Ou para Israel? Penso que são para ambos, em certo nível. Sendo assim, talvez haja um cumprimento duplo para o remanescente Messiânico (porque fazem parte dos dois).

Por que deveria haver tal abundância de recursos ? Isso não pode ser para fins de ganância, propósitos egoístas ou uma visão pequena. Se as riquezas virão de todas as nações, deve ser uma provisão para uma visão que abençoará todas as nações.

Hoje existe a possibilidade de cumprir a grande comissão dos apóstolos para o evangelismo mundial (Atos 1), unidade na Igreja (João 17); avivamento em Israel (Romanos 11); e para o Reino Milenar na terra (Apocalipse 20).

Para uma visão de tão grande escala, uma provisão igualmente grandiosa é necessária. Isso é mais uma responsabilidade do que um benefício. Na verdade, é um fardo pesado e difícil. Mas sinto que o Senhor quer que abracemos a responsabilidade para tal visão e que creiamos em favor da provisão.

A Bíblia registra casos em que as pessoas vendiam propriedades e colocavam o dinheiro aos “pés dos apóstolos”. As pessoas agiam com tal generosidade sobrenatural porque compreendiam a grandeza da mensagem do reino, que era expressa na “doutrina dos apóstolos”. Elas eram motivadas a dar suporte àquela visão de transformação mundial.

Atos 2.42 – Elas ouviam diligentemente o ensino dos apóstolos.
Atos 4.35 –  Elas colocavam o dinheiro aos pés dos apóstolos.

Existe um grande perigo nesse derramamento de bênção financeira.  Aqueles que a recebem precisam agir com integridade rigorosa, até mesmo com austeridade pessoal, enquanto ao mesmo tempo são agressivamente generosos em usar as finanças para o avanço do reino de Deus.

A provisão milagrosa em Atos 4 resultou imediatamente no pecado fatal de Ananais e Safira, em Atos 5. A traição contra Yeshua, por Judas, foi provocada pela inveja da generosidade extravagante de Miriam ao derramar o perfume caro no Mestre. O ataque das nações contra Israel, por Gogue e Magogue, também será provocada por inveja em relação às finanças  (Ezequiel 38.12).

Recentemente na Congregação Ahavat Yeshua, em Jerusalém, nós falamos e oramos humildemente pelas “riquezas dos gentios que virão”, e serão “colocadas aos pés dos apóstolos”. Cinco dias depois, recebemos uma ligação de um querido santo do outro lado do mundo, que no mesmo tempo em que estávamos orando estava tomando a decisão de fazer uma doação significativa. Ele disse que Deus havia falado com ele dizendo: “Pegue este dinheiro e coloque-o aos pés de Asher”.

Que isso sirva como um sinal sobrenatural de um derramamento de recusos sobre muitos outros para o cumprimento da visão dos apóstolos em nossa geração!

Print Friendly